Islamabad, 18 ago (EFE).- Pelo menos 50 pessoas, entre elas 36 supostos insurgentes, morreram hoje em combates entre grupos rivais na demarcação tribal de Kurram, no noroeste do Paquistão, onde o Governo já ameaçou lançar uma operação militar para deter a violência.

Segundo a agência estatal "APP", os enfrentamentos entre estas tribos, que pertencem às seitas sunita e xiita, seguem em andamento e muitos fundamentalistas de outras partes do noroeste estão chegando à região e incendiando aldeias.

As tribos de Tori e Bangash trocaram tiros em combates que já duram 12 dias e que já deixaram 287 pessoas mortas.

Segundo a "APP", o líder talibã Kashmir Khan morreu durante os enfrentamentos.

As forças de segurança paquistanesas também estão realizando outra operação militar no conflituoso cinto tribal, na demarcação de Bajaur, onde em pouco mais de uma semana cerca de 500 pessoas, a maioria insurgentes, foram mortas. EFE igb/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.