Combates entre militares e rebeldes matam ao menos 14 em república russa

Moscou, 21 mar (EFE).- Pelo menos nove guerrilheiros e cinco soldados morreram numa operação antiterrorista das forças de segurança numa região montanhosa do Daguestão, república russa que faz fronteira com a Chechênia, informou hoje um alto oficial das forças de ordem.

EFE |

"Membros do Serviço Federal de Segurança (FSB, antigo KGB), junto com soldados das forças especiais do Ministério do Interior, encontraram os corpos de nove guerrilheiros a três quilômetros da aldeia de Kakashura", disse um alto oficial das forças de segurança à agência oficial russa "RIA Novosti".

Segundo a fonte, junto à essa localidade montanhosa, que fica cerca de 40 quilômetros ao sul de Mahatchkala, a capital do Daguestão, os guerrilheiros islâmicos mantinham uma base, na qual foram apreendidas armas e outros apetrechos.

A "RIA Novosti" informou que, desde os primeiros combates com os guerrilheiros, na última terça-feira, cinco soldados das tropas do Ministério do Interior perderam a vida e três ficaram feridos.

O Ministério do Interior do Daguestão disse que, até o momento, matou até 15 membros do grupo guerrilheiro, que ontem foi completamente cercado pelas forças de segurança nas proximidades de Kakashura. EFE bsi/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG