Gaza, 16 set (EFE).- Sete pessoas morreram na Cidade de Gaza, entre elas dois policiais, durante os violentos enfrentamentos entre as forças de segurança do Hamas e membros do familiar clã familiar Dogmush, informaram hoje fontes oficiais.

Os combates começaram nesta segunda-feira, quando uma patrulha policial do movimento islamita Hamas tentou deter um dos membros do clã, supostamente envolvido em um crime, e o suspeito matou um policial.

Na noite de ontem, forças do Hamas cercaram o bairro de Sabra, no centro de Gaza, onde vivem os membros do clã Dogmush, e começou uma violenta troca de fogo, que envolveu o lançamento de vários foguetes RPG.

O porta-voz do Ministério do Interior do Governo do Hamas em Gaza, Ihab al-Hussein, informou esta manhã que "cinco membros do clã Dogmush e um oficial da Polícia morreram durante a operação".

Vários membros da família Dogmush estão envolvidos em diferentes organizações que operam na Faixa de Gaza.

Alguns deles pertencem ao "Exército do Islã" e estiveram envolvidos no seqüestro no ano passado de Alan Johnston, jornalista da "BBC" que foi libertado por pressão do Hamas após 114 dias em cativeiro. EFE sar/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.