Nova Délhi - Pelo menos 52 civis morreram vítimas de combates no nordeste do Sri Lanka, segundo informou hoje um porta-voz da ONU na ilha, que denunciou um ataque com bombas de fragmentação contra o último hospital existente na região sob controle da guerrilha.

"Pelo menos 52 civis morreram em ataques registrados na área de Suranthapuram. Aguardamos para saber mais detalhes", assegurou à Agência Efe por telefone o porta-voz da ONU no Sri Lanka, Gordon Weiss.

Leia mais sobre: Sri Lanka

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.