Combates deixam 33 mortos no noroeste do Paquistão

Islamabad, 22 ago (EFE).- Pelo menos 33 pessoas morreram hoje em combates em vários episódios de violência registrados no conflituoso noroeste do Paquistão, onde o Exército realiza várias operações militares.

EFE |

Em Kohat, situada na Província da Fronteira Noroeste, as forças de segurança mataram 16 insurgentes em um tiroteio, informou o Exército, em comunicado.

Segundo a nota, as forças de segurança detiveram um veículo suspeito perto de um posto de controle de Doaba, na zona de Hangu, e ordenaram que os ocupantes saíssem.

"Um indivíduo saiu do veículo e avançou para o posto de controle.

Foi advertido que parasse e, diante da recusa, se abriu fogo contra ele", afirmou o Exército, que acrescentou que os disparos levaram à detonação da carga explosiva levada pelo suicida.

As tropas também trocaram tiros com os outros fundamentalistas e o veículo onde estavam explodiu, já que havia explosivos nele.

Segundo o canal "Geo TV", outros seis insurgentes morreram em confrontos com as tropas paquistanesas no distrito tribal de Bajaur, onde há mais de duas semanas começou uma operação militar que deixou cerca de 600 mortos, na maioria fundamentalistas.

Na capital da Província da Fronteira Noroeste, Peshawar, duas pessoas, entre elas um policial, morreram quando um grupo de insurgentes lançou um obus contra duas delegacias da cidade, segundo a "Geo TV".

No distrito de Kurram, os confrontos entre tribos rivais continuaram pelo 16º dia consecutivo e deixaram nove mortos, segundo a agência estatal "APP".

Os enfrentamentos entre as tribos de Tori e Bangash, que pertencem às seitas sunita e xiita, já deixaram nestas semanas cerca de 340 mortos e centenas de feridos. EFE igb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG