Dezessete rebeldes e oito soldados morreram domingo em violentos combates travados pelo controle da parte antiga da cidade de Saada, feudo dos rebeldes xiitas do norte do Iêmen, anunciou nesta segunda-feira uma fonte militar.

"Violentos combates foram travados domingo na parte antiga da cidade de Saada. Dezessete huthis (rebeldes xiitas) e oito soldados morreram", disse a fonte à AFP.

Os rebeldes xiitas informaram em seu site que os combates continuam na cidade, que fica 240 km ao norte de Sanaa.

"O exército decidiu destruir a cidade", denunciaram os rebeldes, afirmando que as tropas "utilizam buldôzeres para arrasar casas, mesquitas e monumentos históricos".

O ministério da Defesa informou nesta segunda-feira em seu site que o exército tomou o controle da parte antiga de Saada e de "muitos esconderijos utilizados pelos rebeldes". "A operação é a etapa final da erradicação das células rebeldes na cidade", destacou.

Um porta-voz dos rebeldes disse por telefone à AFP que os exércitos do Iêmen e da Arábia Saudita lançaram nesta segunda-feira uma operação terrestre em Jebel el-Dukhan, uma zona montanhosa na fronteira entre os dois países.

"Mais de 1.300 foguetes foram disparados contra nossas posições, mas conseguimos conter os ataques", afirmou o porta-voz.

Sobre a proposta de diálogo feita pelo presidente iemenita, Ali Abdallah Saleh, o porta-voz disse que "não se pode defender o diálogo e continuar atirando ao mesmo tempo".

O exército iemenita lançou em 11 de agosto uma operação militar contra os rebeldes zaiditas (xiitas) nas províncias do norte do país, vizinhas da Arábia Saudita.

mou/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.