Combates causam morte de 150 insurgentes no sudeste do Afeganistão

Cabul, 16 jul (EFE).- Pelo menos 150 supostos talibãs morreram em uma ofensiva militar por terra e ar do Exército afegão e das tropas da coalizão multinacional liderada pelos Estados Unidos na província de Paktika, no sudeste do Afeganistão, informou hoje uma fonte oficial.

EFE |

O governador da província, Mohammed Akram Akhpelwak, citado pela agência afegã "PAN", disse que os combates ocorreram no distrito de Barmal, na fronteira com o Paquistão, depois que cerca de 350 talibãs atacaram um posto de controle policial nesta terça-feira à noite.

Segundo a fonte, houve um intenso tiroteio entre os atacantes e o Exército afegão, que pediu o apoio aéreo das tropas da coalizão.

Akhpelwak, que atribuiu o ataque a um grupo de talibãs que cruzou a fronteira paquistanesa, disse que os insurgentes que sobreviveram aos combates foram forçados a retornar às agências tribais do Paquistão.

Um porta-voz governamental acrescentou que um número indeterminado de esconderijos rebeldes foi bombardeado e que a maioria dos insurgentes que morreram eram das regiões paquistanesas do Waziristão e do Punjab. EFE nh/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG