Combate no mar mata 14 rebeldes tâmeis no Sri Lanka

Pelo menos 14 rebeldes tâmeis morreram neste sábado em uma batalha naval entre a guerrilha dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE) e o Exército do Sri Lanka em frente à costa do distrito de Mullaitivu, no norte da ilha, informou o Ministério da Defesa cingalês.

EFE |

A Marinha do Sri Lanka detectou a presença de embarcações dos LTTE em águas de Mullaitivu e destruiu duas embarcações, uma delas com explosivos, segundo o comunicado do ministério.

Durante a ofensiva, as tropas obtiveram o controle de outras duas embarcações dos guerrilheiros. No começo do ano, as tropas governamentais intensificaram sua ofensiva contra os tigres tâmeis, que resistem em uma faixa litorânea de apenas 4 quilômetros junto a cerca de 50 mil civis, segundo cálculos da ONU.

O organismo internacional alertou em várias ocasiões sobre o perigo que correm os civis presos na zona das hostilidades, mas as chamadas da ONU, junto com as da Índia, França, Reino Unido e Japão, não convenceram o Governo cingalês a interromper os combates.

O primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, disse hoje que está "profundamente preocupado" com a situação no Sri Lanka. "Estamos fazendo tudo o que podemos por garantir que assegurem ao povo tâmil no Sri Lanka uma vida de dignidade, paz e honra", acrescentou o chefe do Executivo indiano, citado pela agência "Ians". 

Leia mais sobre:  Sri Lanka

    Leia tudo sobre: sri lanka

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG