Combate em Darfur: 20 mortos no exército sudanês

Violentos combates domingo em Darfur, perto da fronteira com o Chade, deixaram 20 mortos no exército sudanês, anunciou nesta segunda-feira um porta-voz militar, indicando 43 pessoas mortas entre os rebeldes.

AFP |

"As forças armadas registraram 20 mártires e 31 feridos" em suas filas, declarou o porta-voz do exército sudanês, Osmane al-Aghbash, em uma declaração no Centro sudanês de imprensa, um órgão da mídia ligado aos serviços de inteligência.

O porta-voz militar calculou em 43 mortos e 54 feridos o número de vítimas no Movimento pela Justiça e a Igualdade (JEM), o mais militarizado dos grupos rebeldes de Darfur.

Os rebeldes do JEM atacaram domingo no fim do dia o quartel do exército sudanês em Umm Baru, uma cidade situada a cerca de 100 km a leste do Chade vizinho na província sudanesa do Darfur-Norte.

O exército sudanês controlava o setor nesta segunda-feira, apesar das indicações contrárias fornecidas na véspera pela Missão híbrida ONU-União africana em Darfur (Minuad)

"Contrariamente a nossa informações de ontem (domingo) à noite, os rebeldes não conseguiram tomar Umm Baru, o exército manteve o controle da cidade", declarou à AFP Kemal Saïki, responsável da comunicação da Minuad.

"A violência dos combates, os meios utilizados e o número de feridos graves informados à missão indicam quase com certeza a perda em vidas humanas", disse, sem no entanto estabelecer um número exato de vítimas.

Em razão dos combates, cerca de 350 civis e uma centena de soldados sudaneses desarmados, entre eles 10 feridos, se refugiaram na base da Minuad em Umm Baru, destacou Saïki.

gl/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG