Comando russo afirma que Geórgia não renunciou a uma solução militar

Moscou, 20 ago (EFE).- O chefe adjunto do Estado-Maior Geral das Forças Armadas da Rússia, Anatoli Nogovitsin, afirmou hoje que a Geórgia não renunciou a uma solução militar para o conflito da Ossétia do Sul.

EFE |

"A parte georgiana continua o reagrupamento e o restabelecimento da capacidade combativa de suas tropas", disse o general russo em entrevista coletiva, transmitida ao vivo pela rádio.

Nogovitsin ressaltou que as autoridades georgianas aplicam "esforços enérgicos" para restabelecer a capacidade de combate de suas Forças Armadas.

"A julgar por tudo, a direção política da Geórgia não tem intenção de renunciar a seus planos de agressão", disse o general.

Advertiu que o apoio da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) a esse país pode levar os dirigentes georgianos a lançar uma nova agressão, disse em resposta a uma pergunta sobre as possíveis conseqüências da criação de um comitê Geórgia-Otan.

Os países da Otan decidiram na terça-feira endurecer sua postura frente à Rússia, e destacaram que as relações entre as duas partes não podem continuar como até agora, após a atuação russa no conflito da Geórgia.

"A ação militar da Rússia foi desproporcional e contrária a seu papel de manutenção da paz, assim como incompatível com os princípios da resolução pacífica de conflitos", disseram os ministros de Assuntos Exteriores da Aliança Atlântica em seu comunicado final. EFE bsi/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG