Comando policial morre em atentado com bomba na Somália

Mogadíscio, 28 out (EFE).- Um comando da PolícMarka, o comandante Nuriye Ali Farah, e vários agentes acabaram mortos hoje em um atentado com bomba no centro deste povoado do centro do litoral da Somália, informou uma fonte oficial.

EFE |

"A bomba, que explodiu durante a passagem do veículo no qual estava o chefe da Polícia, estava a poucos metros da delegacia", disse à Agência Efe por telefone uma testemunha.

O porta-voz da Polícia, Abdullahi Hassan Barise, responsabilizou a milícia fundamentalista islâmica de Al Shabab da morte de Farah e os outros agentes, cujo número não informou, e chamou o ataque de "insensato", enquanto expressava sua esperança de que "não atinge em absoluto o acordo de paz" assinado há dois dias.

O assassinato de Farah, o policial de maior categoria na região de Marka, cerca de 100 quilômetros ao sul de Mogadíscio, desde a criação do Governo Federal Transitório da Somália no final de 2006, acontece após a assinatura de um acordo de paz entre o Executivo e vários grupos fundamentalistas e a Aliança para a nova Libertação da Somália (ARS).

Segundo o pacto, assinado em Djibuti e que indica outros acordos anteriores, o final das hostilidades acontecerá no dia 5 de novembro e as tropas etíopes que apóiam o Governo Transitório começarão a se retirar em 21 de novembro das áreas de Beledweyn e Mogadíscio.

A retirada destas áreas será completada em um mês e todos os soldados etíopes deverão abandonar a Somália em um prazo de 120 dias após a assinatura do pacto, indica o acordo entre o Governo do presidente Abdullahi Yousef e a ARS. EFE aa/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG