Comando militar russo adverte que não permitirá vôos de prospecção

Moscou, 25 ago (EFE).- O chefe adjunto do Estado-Maior Geral das Forças Armadas da Rússia, Anatoli Nogovitsin, advertiu hoje que Moscou não permitirá vôos de prospecção de aparelhos georgianos sobre a zona do conflito.

EFE |

"Estamos lançando uma advertência: não permitiremos à parte georgiana efetuar impunemente missões de prospecção. Reservamo-nos o direito de reagir adequadamente", disse o chefe militar russo, em entrevista coletiva transmitida ao vivo pela emissora de rádio "Vesti".

Nogovitsin disse que a Rússia tem antecedentes que os vôos de aparelhos não tripulados georgianos sobre a zona do conflito correspondem a missões de espionagem.

Reiterou que as tarefas pacificadoras das tropas russas junto ao porto georgiano de Poti acontecem de acordo com o plano de regra de seis pontos estipulado pelos presidentes da Rússia, Dmitri Medvedev, e da França, Nicolas Sarkozy.

"Nosso posto de tropas de paz está situado ao norte do porto de Poti", disse Nogovitsin.

O general ressaltou que Moscou não aceitou a substituição dos efetivos de paz russos por forças da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE).

Afirmou que é necessário fazer essa precisão em vista das "numerosas interpretações do plano Medvedev-Sarkozy". EFE bsi/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG