Washington, 31 out (EFE).- O novo Comando Conjunto Africano das Forças Armadas dos Estados Unidos manterá sua sede em Stuttgart, na Alemanha, disse hoje uma fonte militar.

O porta-voz do Pentágono, Bryan Whitman, declarou que a decisão do secretário de Defesa americano, Robert Gates, de permanecer na Alemanha "permite que o mais novo dos comandos unificados obtenha uma experiência operacional maior e desenvolva e promova as relações com seus parceiros na África e na Europa".

"Certamente consideramos várias opções", afirmou Whitman, citado hoje pela agência "American Forces Press Service".

"Porém, foi determinado que, por enquanto e em um futuro previsível, o melhor é que seja mantida a localização em seu quartel-general atual", frisou.

O Pentágono dividiu o mundo em várias "áreas de operações" que estão sob a supervisão de comandos conjuntos cujo comandante é responsável pelas operações de Exército, Infantaria da Marinha, Força Aérea e Forças especiais.

O fato de um quartel-general de um desses comandos estar fora da região específica não é novo.

O Comando Central, por exemplo, cuja área de responsabilidade se estende desde o leste da África ao Golfo e do Sul da Ásia até Afeganistão, tem sua sede na Base McDill da Força Aérea, em Tampa, Flórida.

Já o Comando Africano, que entrará oficialmente em operação este mês, terá no total 1.300 funcionários, dos quais a metade será composta por militares e o resto por agências civis como os departamentos de Estado, Comércio, Segurança Nacional e Tesouro, detalhou o porta-voz Eric Elliott. EFE jab/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.