Comandantes americanos reclamam de falta de tropas no Afeganistão

Os comandantes militares americanos no Afeganistão afirmaram ao enviado do presidente Barack Obama à região que não têm tropas suficientes para fazer seu trabalho, informa o jornal New York Times.

AFP |

O jornal destaca que os comandantes se reuniram no fim de semana com o enviado Richard Holbrooke, que percorreu os quatro centros de comando regionais americanos no Afeganistão nos últimos dois dias.

Os quatro comandantes militares informaram que, apesar dos últimos reforços terem melhorado a situação no sul, o número de oficiais permanece abaixo do necessário.

A força americana no Afeganistão tem atualmente 57.000 soldados. O NYT afirma não ter obtido detalhes sobre o número de soldados adicionais solicitados.

A avaliação dos comandantes foi feita no momento em que o principal comandante militar americano no país, general Stanley McChrystal, trabalha em uma ampla revisão da estratégia.

Ele está preocupado em particular com a região leste do país. No domingo, na base de Bagram, o major Curtis Scaparotti informou a Holbrooke que a rede rebelde Haqqani prossegue em expansão.

Os comandantes acreditam que a rede, cujos líderes Jalaluddin Haqqani e seu filho Sirajuddin foram vinculados à Al-Qaeda, utilizam santuários no Paquistão para lançar ataques contra as forças dos Estados Unidos e Afeganistão, completa o jornal.

mk/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG