Comandante ferido do Taliban é capturado em clínica; 13 morrem

CABUL (Reuters) - Doze insurgentes foram mortos quando forças estrangeiras e afegãs invadiram uma clínica e capturaram um comandante do Taliban que recebia tratamento para feridas sofridas em um combate anterior, informaram autoridades nesta quinta-feira. Um comunicado divulgado pelas forças lideradas pela ONU disse que o comandante do Taliban, conhecido como Mullah Muslim, estava sendo tratado em um clínica em Sar Hawza, na província de Paktika, após ter ficado ferido no dia 20 de agosto, dia da eleição presidencial no Afeganistão.

Reuters |

As forças da Otan foram recebidas com tiros quando se aproximaram da clínica e um dos militares morreu.

O porta-voz do governo da província, Hamidullah Zwak, disse que o comandante foi preso depois que 12 de seus combatentes morreram.

O Ministério da Defesa do Afeganistão informou que houve 135 incidentes de violência relacionados ao Taliban no dia da eleição, quando 26 pessoas morreram, incluindo 9 civis.

(Reportagem de Hamid Shalizi)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG