Comandante dos EUA vai à Turquia tratar de ataques rebeldes

BAGDÁ (Reuters) - O comandante das forças americanas no Iraque, general Ray Odierno, se encontrou com um oficial militar sênior da Turquia para discutir os ataques feitos por rebeldes curdos do norte do Iraque ao território turco, disse o Exército americano. O encontro de sexta-feira, com o general Hasan Igsiz, chefe do Exército turco, foi focado na ajuda que as forças americanas darão à Turquia na tentativa de derrotar o grupo rebelde curdo conhecido como Partido dos Trabalhadores do Curdistão ou PKK (sigla em inglês), disse o militar num comunicado.

Reuters |

A Turquia realizou um ataque aéreo e bombardeou áreas rebeldes nas últimas semanas, na sua mais recente tentativa de sua longa campanha para eliminar os rebeldes do PKK, que fizeram ataques de campos e regiões montanhosas do Iraque próximas à fronteira turca.

A Turquia já aumentou sua resposta militar desde um ataque do PKK que matou 17 soldados turcos este mês.

Os Estados Unidos e a União Européia consideram o PKK uma organização terrorista e a Turquia culpa a facção pela morte de mais de 40 mil pessoas em sua luta étnica para conquistar o território curdo.

Odierno prometeu compartilhar os serviços de inteligência como apoio aos esforços contra o PKK.

"Há coisas que podemos fazer agora, em curto-prazo, para ajudar a proteger a vida de pessoas inocentes, e estamos comprometidos em apoiar nossos companheiros turcos e iraquianos nesse esforço," disse Odierno.

Os ataques do PKK causaram uma tensão entre Iraque e Turquia, mas os dois países parecem dispostos a encontrar uma solução coordenada para o conflito.

Na semana passada, o primeiro ministro do Iraque, Nuri aL-Maliki, disse ao primeiro ministro turco, Tayyip Erdogan, durante uma ligação telefônica, que os dois países, mais os Estados Unidos, devem trabalhar juntos para "acabar com o perigo" causado pelo PKK.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG