Com um morto e dezenas de feridos, termina o referendo em Santa Cruz, na Bolívia

LA PAZ - O referendo autonômico no departamento de Santa Cruz foi encerrado neste domingo às 16h locais em um clima de tensão e de mobilização em toda a Bolívia, que deixou um morto e dezenas de feridos.

Ansa |

Clique na imagem e veja o infográfico sobre a Bolívia

O governador de Santa Cruz e promotor da consulta, Rubén Costas, garantiu que as pessoas foram votar "em um ambiente festivo", enquanto emissoras locais mostravam imagens de manifestações de apoio ao governo do presidente Evo Morales em La Paz, El Alto, Oruro e Cochabamba.

O ministro do Interior, Alfredo Rada, disse que a consulta esteve marcada por "confrontos e irregularidades". Em contrapartida, o Comitê Cívico de Santa Cruz, Branko Marinkovic, disse que foi um êxito e "uma demonstração de vocação pela paz e democracia".

Reuters
Em um dos confrontos, no bairro Plan Tres Mil, um homem de 69 anos morreu em sua casa, aparentemente em conseqüência dos gases lacrimogêneos utilizados pela polícia departamental para conter os protestos pró e contra o referendo.

Benjamín Ticona Machada, como foi identificado o senhor de 69 anos, estava deitado em sua cama em sua casa, localizada em frente ao Colégio Boliviano Alemão, cenário de conflitos. 

Analistas consideram que o resultado da consulta será favorável à autonomia, mas enfatizam que deverá ser avaliada a baixa participação popular na consulta.

Leia mais sobre: referendo - Bolívia

    Leia tudo sobre: boliviabolívia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG