Com reuniões em ONU e G20, Lula inicia amanhã intensa agenda diplomática

Rio de Janeiro, 20 set (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva iniciará amanhã uma viagem de uma semana para intensas negociações internacionais e reuniões com outros chefes de Estado.

EFE |

Lula passará pela Assembleia Geral da ONU, a Cúpula do Grupo dos Vinte (G20, que reúne os países mais ricos e os principais emergentes) nos Estados Unidos e a 2ª Cúpula América do Sul-África (ASA), na Venezuela.

O presidente, que voltará ao país no domingo da próxima semana, iniciará o giro com um jantar na noite de amanhã em Nova York, em que receberá um prêmio do Woodrow Wilson International Center for Scholars.

Lula aproveitará as reuniões multilaterais em Nova York, Pittsburgh e Margarita (Venezuela), assim como as bilaterais que manterá e que ainda estão em negociação, para defender a reforma do Conselho de Segurança da ONU, do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial, como antecipou o porta-voz da Presidência, Marcelo Baumbach.

O presidente brasileiro pedirá uma maior participação dos países emergentes nos três organismos multilaterais, incluindo Brasil, assim como sua democratização.

Segundo Lula, a ONU "não se adequa" aos tempos modernos e isso ficou claro em sua "incapacidade" para canalizar os debates sobre a crise econômica mundial.

"Na Assembleia Geral da ONU, em cuja abertura em Nova York estará na quarta-feira, Lula fará um pronunciamento centrado em três dos principais tópicos que dominam a agenda internacional no momento: a persistência da crise econômica, a ausência de um Governo mundial estável e representativo, e a mudanças climáticas", afirmou o porta-voz.

Lula ainda não tem confirmada nenhuma reunião bilateral em Nova York, embora existam solicitações para que se encontre com os líderes de Israel, Coreia do Sul, Irã, Reino Unido, Espanha e Nigéria.

Também é cogitada a possibilidade de uma reunião com o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, e com o presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Luis Alberto Moreno.

Na quinta-feira Lula viajará à cidade americana de Pittsburgh, onde na sexta-feira participará da cúpula do G20.

Em Pittsburgh, Lula defenderá a consolidação do G20 como fórum legítimo para o debate de questões econômicas mundiais e insistirá na necessidade de renovar o sistema financeiro.

Em Pittsburgh, Lula terá um encontro com o primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, como confirmou o porta-voz.

Lula viajará de Pittsburgh para Ilha Margarita, na Venezuela, na noite de quinta-feira. Lá, participará da Cúpula da ASA, que será realizada entre 26 e 27 de setembro e em que se espera a presença da maioria dos chefes de Estado dos países africanos e sul-americanos.

EFE cm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG