Com ou sem Bush, busca por Bin Laden continuará sem trégua

As eleições americanas não afetam em nada a busca por Osama Bin Laden, que continuará sem trégua, coordenada pelo atual presidente, George W. Bush, ou por seu sucessor, seja lá quem for, afirmou nesta quarta-feira a Casa Branca.

AFP |

A luta contra o terrorismo "e esta busca (pelo líder da Al Qaeda) continuarão até que ele seja levado à Justiça", declarou a porta-voz da Casa Branca, Dana Perino, na véspera do sétimo aniversário dos atentados de 11 de setembro.

Bush "não cruzou os braços", afirmou Perino, negando que tenha o presidente ordenado um esforço adicional para que Bin Laden fosse capturado antes do fim de seu mandato, em janeiro de 2009. O candidato republicano à presidência, John McCain, tem prometido a seus eleitores que triunfará onde Bush até agora fracassou.

"Este presidente e os presidentes que virão, tenho certeza disso, continuarão buscando os dirigentes da Al Qaeda", destacou Perino.

"As eleições de 2008 não afetam em nada os esforços do presidente para encontrar os rastros de Osama Bin Laden e de seus mais altos militantes", continuou.

Ao mesmo tempo, Perino parecia querer minimizar um fracasso de Bush na matéria: "Levar a cabo uma guerra contra o terrorismo é muito mais que realizar uma caça a Bin Laden".

A porta-voz falou ainda de "limites humanos" da perseguição. "Não estamos em um filme, não temos superpoderes", afirmou.

lal/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG