Chilenos vivem o drama de dormir na rua, depois do terremoto que devastou partes do país.

Muitos, incluindo famílias inteiras, passam a noite em parques, calçadas e estacionamentos, seja porque tiveram a casa destruída, seja porque temem tremores secundários.

Mais de 140 das chamadas "réplicas" do terremoto ocorreram nas 48 horas seguintes ao primeiro sismo, que atingiu magnitude 8,8.

Segundo o governo chileno, cerca de 1,5 milhão de casas foram danificadas e 2 milhões de pessoas foram afetadas pelo tremor.  

Assista ao vídeo:


Leia também:

Leia mais sobre terremoto

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.