Com mediação de Obama, Netanyahu e Abbas se reúnem em Nova York

NOVA YORK - A reunião entre o líder americano, Barack Obama, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, começou nesta terça-feira, com cerca de uma hora de atraso. No início do encontro, Obama afirmou ser necessário retomar as conversas de paz o mais rápido possível.

Redação com agências internacionais |

AP
Observados por Obama, Netanyahu e Abbas se cumprimentam

Observados por Obama, Netanyahu e Abbas se cumprimentam

"O sucesso depende de todas as partes atuarem com o sentido da urgência", disse Obama. "As negociações devem começar e começar logo", acrescentou.

Antes da reunião trilateral, Obama conversou separadamente com cada um dos líderes, em encontros que duraram mais que o esperado.

Esta é a primeira vez que Obama media um encontro entre israelenses e palestinos. Ambos os lados estão irredutíveis em suas posições, e por isso a expectativa é de que o evento se resuma a um aperto de mãos e uma oportunidade para fotos.

Mesmo assim, Obama deve manter a pressão para que o aliado Israel congele a ampliação dos assentamentos judaicos na Cisjordânia, como exigem os palestinos.

Um porta-voz da Casa Branca afirmou que a expectativa americana é "continuar (...) o trabalho duro, a diplomacia cotidiana que tem de ser feita para a busca de uma paz duradoura".

(Com informações de EFE e Reuters)

Leia mais sobre Oriente Médio

    Leia tudo sobre: abbasisraelnetanyahuobamaoriente médiopalestinos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG