Com dor no braço, Dalai Lama é levado ao hospital

NOVA DÉLHI (Reuters) - O líder espiritual exilado do Tibete, Dalai Lama, foi levado ao hospital nesta segunda-feira, depois de reclamar de um desconforto suave no braço, disse o porta-voz dele. Os médicos disseram que não é nada sério. Eles acharam melhor avaliar a situação antes de sua viagem à Europa, no dia 8 de fevereiro, disse Chhime Chhoekyapa à Reuters. Ele está bem, com a saúde perfeita.

Reuters |

O Dalai Lama foi internado em agosto por causa de um desconforto abdominal e fez uma cirurgia de cálculo biliar dois meses depois.

O líder foi levado ao hospital Apollo, em Nova Délhi. Ele mora no norte da Índia, em Dharamsala.

Chhoekyapa disse que o Dalai Lama, de 73 anos, vai retornar a Dharamsala na terça-feira e se preparar para uma visita à Itália e à Alemanha.

"Então, ele vai fazer uma turnê longa pelo sul da Índia", disse o porta-voz.

Em novembro, o Dalai Lama disse que não irá se aposentar, encerrando a especulação sobre seu futuro depois da cirurgia. Ele também disse que está perdendo as esperanças de que o governo chinês queira resolver a questão da autonomia do Tibete.

As tropas chinesas ocuparam o Tibete em 1950 e o Dalai Lama teve de fugir da região em 1959, depois de uma tentativa frustrada de levante contra o comando chinês.

(Por Bappa Majumdar)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG