Com Chávez de volta, Venezuela comemora bicentenário da independência

Líder venezuelano, que retornou de Havana na segunda-feira, disse que não participará das comemorações públicas

iG São Paulo |

As celebrações do Bicentenário da Independência da Venezuela tiveram início nesta terça-feira com várias mensagens de felicitação enviadas pelo presidente Hugo Chávez através do Twitter.

"Oh, Venezuela, Feliz Aniversário, Pátria Querida! Ah, venezuelanos, venezuelanas, felicidades hoje e para sempre, Irmãos meus!! Viva Venezuela!!!!", escreveu o presidente de 56 anos no Twitter enquanto seus ministros comandavam cerimônias para comemorar o bicentenário do fim do domínio colonial espanhol.

Fogos de artifício marcaram a chegada do dia 5 de julho em várias partes de Caracas, enquanto os partidários de Chávez festejaram o bicentenário histórico à meia-noite. O presidente venezuelano vem preparando as comemorações desta terça-feira há tempos, chegando a dar a algumas empresas nacionalizadas o nome de Bicentenário.

A terça-feira é marcada por festas de rua em todo o país, com tanques e jatos prontos para uma parada militar em Caracas. Chávez disse que não participará dos festejos nas ruas, mas alguns venezuelanos mantêm a esperança de que o presidente venezuelano apareça em público em algum momento do dia.

O retorno de Chávez de Havana a Caracas mostrou o controle político que o líder ainda exerce sobre o país membro da Opep, mas não acabou com receios de que sua condição de saúde prejudique a capacidade de governar ou de fazer campanha com eficácia para a eleição presidencial de 2012.

Em um discurso de retorno ao país feito na noite de segunda-feira para partidários entusiasmados do lado de fora do palácio presidencial, Chávez disse que ainda precisa de tratamento médico, mas prometeu vencer a batalha por sua saúde. O presidente teve um tumor retirado em Cuba, e não está claro se as células malignas se espalharam.

Quaisquer complicações da doença podem gerar caos político no país, onde não existe sucessores designados nem entre aliados nem entre adversários para o carismático Chávez, à frente do poder há 12 anos.

Aliados

Os presidentes aliados de Chávez, José Mujica (Uruguai), Fernando Lugo (Paraguai), que também foi diagnosticado com câncer, são esperados para as comemorações da independência e visitar Chávez.

Nesta terça-feira, o presidente da Bolívia, Evo Morales, também viajou a Caracas para acompanhar Chávez nas comemorações do Bicentenário da Independência do país.

*Com Reuters e EFE

    Leia tudo sobre: venezuelahugo chávezcirurgiacaracas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG