Com casos em 5 países, gripe se espalha pela África Subsaariana

Johanesburgo, 9 jul (EFE).- Com o surgimento de dois casos no Zimbábue e um na Tanzânia, chegou a cinco o número de países da África Subsaariana com presença da gripe suína, além de África do Sul, Quênia e Maurício.

EFE |

Dos dois primeiros casos detectados no Zimbábue, um é o de um homem de origem asiático que chegou recentemente ao país e que está em quarentena em um bairro da capital, Harare, informou hoje a rádio oficial do país.

O outro é um jovem de 18 anos que foi levado à África do Sul para tratamento. A emissora citou declarações do ministro da Saúde, Henry Madzorera, em que pede à população que "não entre em pânico".

A situação sanitária do Zimbábue é muito precária. Ano passado uma epidemia de cólera afetou mais de 100 mil pessoas e deixou 5 mil mortes. O sistema hospitalar está muito ultrapassado após dez anos de crise política, social e econômica.

Já as autoridades da Tanzânia informaram hoje que um estudante britânico de 17 anos, que chegou como cooperante no início do mês, foi confirmado como o primeiro caso da gripe no país.

O jovem está internado em um hospital de Dar-es-Salam e pertencia a um grupo de 15 estudantes que viajaram à Tanzânia para realizar trabalhos voluntários, declarou à Efe Andrew Swai, chefe de serviços clínicos do centro.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE.

rt/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG