Com apenas 4 anos, grupo de Blair para ajudar África deve acabar

Londres, 31 jan (EFE).- Anunciado com grande alarde em 2006 pelo então primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair, o grupo internacional criado para supervisionar a ajuda oficial à África deve realizar sua última sessão esta semana.

EFE |

O chamado Painel para o Progresso da África, desenvolvido para garantir o cumprimento pelo Ocidente dos compromissos de ajuda ao continente, deve acabar mesmo com apenas metade dos objetivos cumpridos e com a ausência de Blair por mais de dois anos como marca.

De acordo com uma pessoa ligada ao grupo, citada pelo dominical "The Sunday Telegraph", "nada foi conseguido" e Blair deixou de se interessar pelo painel após criá-lo e descrever a África "como uma cicatriz na consciência do mundo".

O ex-premiê britânico, atualmente enviado especial do chamado Quarteto (Estados Unidos, União Europeia, Rússia e ONU) para o Oriente Médio, além de assessor de bancos e palestrante, não esteve em nenhuma das quatro últimas reuniões e também não tem plano de estar em Genebra para a próxima.

"Blair não contribuiu nada com esse grupo, nem sequer se incomodou de participar de suas reuniões. Teve seu momento de glória ao anunciá-lo, e isso foi tudo. Em parte por isso, o painel não conseguiu também praticamente nada", se queixou a fonte ao periódico britânico.

O grupo surgiu ante o temor das agências dedicadas à ajuda humanitária de que as nações ricas esquecessem da promessa de doar US$ 50 bilhões da África para 2010.

Cofundado pelo criador da Microsoft, Bill Gates, e presidido pelo ex-secretário-geral da ONU Kofi Annan, o grupo teve como membros o ex-diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional Michel Camdessus e o ex-secretário do Tesouro americano Robert Rubin.

Segundo o "Telegraph", enquanto Annan e Geldof deram muita atenção ao painel, Blair nem sequer se incomodou em responder aos convites para ir às reuniões, ainda que pudesse escolher as datas para os encontros. EFE jr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG