Antonio Martín Guirado.

Los Angeles (EUA), 11 dez (EFE) - Os filmes "O Curioso Caso de Benjamin Button", de David Fincher, "Frost/Nixon", de Ron Howard, e "Dúvida", de John Patrick Shanley, são os grandes favoritos, com cinco candidaturas cada, aos principais prêmios da 66ª edição do Globo de Ouro, que serão entregues em janeiro.

Os dois primeiros concorrem à estatueta de melhor filme dramático, junto com "Apenas um Sonho", de Sam Mendes; "Slumdog Millionaire", de Danny Boyle; e "The Reader", de Stephen Daldry.

As duas últimas produções, junto com "Vicky Cristina Barcelona", de Woody Allen, e "Apenas um Sonho", conquistaram quatro indicações cada, o que as coloca também em uma boa posição para a cerimônia de 11 de janeiro.

"Dúvida" conta com quatro das cinco candidaturas nas categorias de interpretação, para Meryl Streep, Amy Adams, Philip Seymour Hoffman e Viola Davis, enquanto a última é de melhor roteiro, do próprio Shanley.

Três das quatro nomeações obtidas pelo longa de Allen são também para o terreno da interpretação, para Javier Bardem, Penélope Cruz e Rebeca Hall.

O duelo entre Meryl Streep e Kate Winslet, que promete se prolongar até o Oscar, deve ser um dos mais interessantes.

Meryl é candidata à melhor atriz de drama e melhor atriz de comédia ou musical - por "Dúvida" e "Mamma Mia! - O Filme" -, com o que já soma 23 indicações em sua carreira.

A britânica disputará o prêmio de melhor atriz de drama e de melhor atriz coadjuvante por "Apenas um Sonho" e "The Reader", respectivamente.

As adversárias na categoria de melhor atriz de drama serão Angelina Jolie ("A Troca"); Kristin Scott Thomas ("I've Loved You So Long"); e Anne Hathaway ("O Casamento de Rachel").

Já os astros Leonardo DiCaprio ("Apenas um Sonho") e Brad Pitt ("O Curioso Caso de Benjamin Button") lutarão pelo Globo de Ouro de melhor ator dramático, junto a Frank Langella ("Frost/Nixon"), Sean Penn ("Milk - A Voz da Igualdade") e Mickey Rourke ("The Wrestler").

O prêmio de melhor diretor será disputado pelos britânicos Sam Mendes, Danny Boyle e Stephen Daldry, que concorrem com os americanos David Fincher e Ron Howard, por "Apenas um Sonho", "Slumdog Millionaire", "The Reader", "O Curioso Caso de Benjamin Button" e "Frost/Nixon", respectivamente.

Uma das grandes decepções do dia foram as poucas indicações para "Batman - O Cavaleiro das Trevas".

O filme que mais bilheteria arrecadou no ano ganhou só uma candidatura, a de melhor ator coadjuvante, que foi para Heath Ledger com seu papel como "Coringa".

Outra decepção ficou com "Milk", a biografia do primeiro homossexual declarado que ocupou um cargo público nos EUA, obra de Gus Van Sant, que obteve uma candidatura, de melhor ator de drama, para Sean Penn.

Também houve lugar para surpresa e risos, que surgiram entre o público quando foi anunciado que James Franco e Tom Cruise concorrem ao Globo de Ouro de melhor ator e melhor ator coadjuvante de comédia ou musical pelos papéis de viciado em maconha e de produtor desbocado em "Segurando as Pontas" e "Trovão Tropical", respectivamente.

A Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood não se esqueceu de Clint Eastwood, mas quis premiar sua faceta mais lírica, já que obteve duas candidaturas, pela trilha sonora de "A Troca" e pela co-autoria da canção homônima de "Gran Torino", na qual ficou excluído nas categorias de direção e interpretação.

Por último, as animações "WALL-E" e "Bolt - Supercão" conseguiram duas candidaturas cada, de melhor filme de animação e de melhor canção, prêmio pelo qual disputarão Peter Gabriel e a adolescente Miley Cyrus, respectivamente. EFE mg/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.