Colunista americano Robert Novak é diagnosticado com tumor cerebral

Washington, 28 jul (EFE) - O famoso colunista político americano Robert Novak, de 77 anos, informou hoje que deixará de escrever e fazer aparições na televisão temporariamente após ter sido diagnosticado com um tumor cerebral.

EFE |

Em comunicado publicado hoje, o jornalista explica que no domingo, 27 de julho, foi diagnosticado com um tumor cerebral e admitido no Brigham and Women's Hospital em Boston, onde se submeterá ao tratamento adequado.

Por este motivo, diz na nota, vai "suspender" seu trabalho jornalístico "por tempo indeterminado", embora mostre esperança em que esta situação não se mantenha por um período muito longo.

Segundo o "New York Times", em seu escritório de Washington não quiseram dar mais detalhes.

Novak será submetido a uma biópsia nos próximos dias para determinar o tipo de tumor que possui.

O jornalista, que no ano passado publicou sua autobiografia, "Prince of Darkness", é um dos repórteres políticos mais destacados do país, e está há 45 anos escrevendo e participando regularmente de programas de televisão.

Em 2003, Novak foi o primeiro a identificar publicamente a agente da CIA (agência central americana) Valerie Plame, um vazamento que foi alvo de uma longa investigação federal. EFE elv/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG