Colonos atacam palestinos após protesto contra evacuação de enclave judaico

Jerusalém - Quatro palestinos foram feridos pelo ataque de um grupo de colonos nas proximidades do assentamento de Kedumim, na Cisjordânia ocupada, após um protesto contra os planos de evacuação de enclaves que Israel considera ilegais.

EFE |

Meios de comunicação locais informam que um dos feridos está em estado muito grave com fraturas no crânio, e permanece internado no hospital de Nablus.

O ataque aconteceu depois que colonos e ativistas de extrema direita viajaram ontem à noite a enclaves próximos a Kedumim, perante a suspeita de que os organismos de segurança fossem evacuá-los após a divulgação pela Administração Civil, órgão israelense com jurisdição nos territórios ocupados, de uma lista de dez protoassentamentos que iam ser desmantelados.

Os colonos começaram a queimar pneus, interromperam estradas e lançaram pedras contra veículos palestinos, e enfrentaram as forças de segurança israelenses.

Posteriormente, um grupo de jovens mascarados atacou os palestinos, disse a rádio do Exército israelense.

Na última semana Israel começou a evacuar de forma pontual várias estruturas que formam alguns dos denominados enclaves ilegais, segundo analistas, como um gesto em relação à Administração do presidente americano, Barack Obama, que pediu que se detenha a colonização do território palestino.

Em Israel se consideram enclaves ilegais todos aqueles assentamentos, a maioria rudimentares, construídos sem a autorização governamental.

Para a comunidade internacional, todas as colônias judias em território palestino são ilegais.

A organização israelense Paz Agora, que acompanha a proliferação de assentamentos, denuncia que existe mais de uma centena deste tipo de enclaves na Cisjordânia, onde o número de colonos judeus ronda os 250 mil.

Leia mais sobre: Israel - Palestina

    Leia tudo sobre: israelpalestina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG