Colombianos e brasileiros pedem em São Paulo liberdade para reféns

São Paulo, 28 nov (EFE).- Cerca de 50 colombianos e brasileiros se concentraram hoje na Avenida Paulista, em São Paulo, para participar do dia mundial pela libertação dos seqüestrados na Colômbia.

EFE |

O grupo, que estava com bandeiras colombianas e balões com as cores da Colômbia, reuniu-se ao meio-dia em frente ao Museu de Arte de São Paulo (MASP), onde foi exibido um cartaz que dizia "Pela liberdade e vida".

A concentração foi convocada pelo Consulado da Colômbia em São Paulo, com o apoio da Associação da Amizade Brasil-Colômbia, e teve a presença de cidadãos dos dois países, assim como algumas pessoas que passavam, disse à Agência Efe o cônsul colombiano Edwin Ostos.

"O público se identificou com a idéia de que, na Colômbia, têm que ser libertados todos os seqüestrados. Foi algo muito positivo", disse o cônsul.

Por iniciativa dos organizadores, muitos dos presentes entregaram cartas para os seqüestrados, que o consulado enviará ao programa de rádio "Vozes do Seqüestro" para que sejam lidas ao ar e as mensagens de esperança e incentivo cheguem aos que estão retidos.

São Paulo tem a colônia colombiana mais numerosa do Brasil, com cerca de 5,6 mil pessoas, segundo dados oficiais. EFE joc/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG