Colombiano Juanes é o grande vencedor do 9º Grammy Latino

Houston (EUA), 13 nov (EFE).- O cantor colombiano Juanes foi o principal destaque da nona edição do Grammy Latino ao conquistar cinco estatuetas na cerimônia desta noite, em Houston, nos Estados Unidos.

EFE |

Entre os prêmios que levou esta noite, Juanes recebeu as estatuetas de Melhor Gravação e Melhor Canção do Ano (ambos com a música "Me Enamora") e de Melhor Álbum, com "La Vida... Es Un Ratico".

Já os mexicanos do Café Tacuba, que concorriam em seis categorias, ficaram os prêmios de Melhor Canção de Rock, por "Esta Vez", e de Melhor Canção Alternativa, por "Volver a Comenzar".

Outras três artistas conquistaram dois prêmios no Grammy Latino: a porto-riquenha Kany García, a mexicana Julieta Venegas e a cubano-americana Gloria Estefan.

Entre as estatuetas que levou esta noite, Kany García faturou o prêmio de Revelação, no qual concorria com os brasileiros Diogo Nogueira e Roberta Sá.

A cerimônia no Texas foi apresentada pelos artistas Cristian de la Fuente e Patricia Manterola, que pediram ao público para prestar atenção nas letras das canções interpretadas no palco, devido "ao difícil momento que o mundo vive atualmente".

Entre as apresentações da noite em Houston se destacaram o dueto entre Juanes e John Legend, no início da cerimônia, de Julieta Venegas, e de Gloria Estefan, que tocou junto com o guitarrista mexicano Carlos Santana e o porto-riquenho José Feliciano.

Além da cerimônia em Houston, uma premiação paralela aconteceu em São Paulo para premiar os artistas brasileiros que concorriam em categorias específicas da música nacional.

O prêmio de Melhor Álbum de Música Popular Brasileira ficou com Seu Jorge, por "América Brasil O Disco".

Já na categoria de Melhor Álbum Pop Contemporâneo Brasileiro a estatueta ficou com Vanessa da Mata, pelo disco "Sim".

A banda CPM 22 levou o prêmio de Melhor Álbum de Rock Brasileiro, com "Cidade Cinza".

Na categoria Melhor Álbum de Música Romântica (em português), a dupla César Menotti & Fabiano venceu com o disco ".Com Você".

O prêmio para o "Melhor Álbum de Samba/Pagode" foi dividido entre Paulinho da Viola, com seu "Acústico MTV", e Maria Rita, com "Samba Meu".

Já a paraibana Elba Ramalho foi a vencedora na categoria Melhor Álbum de Música Contemporânea Regional ou de Raízes Brasileiras, com seu disco "Qual O Assunto Que Mais Lhe Interessa?".

A dupla Chitãozinho & Xororó venceu na categoria Melhor Álbum de Música Tradicional Regional ou de Raízes Brasileiras, com "Grandes Clássicos Sertanejos Acústico I".

A cantora e compositora Soraya Moraes levou duas estatuetas para casa: a de Melhor Canção Brasileira, junto com Marco Moraes, e a de Melhor Álbum de Música Cristã (em português), por "Som da Chuva".

A cerimônia de premiação em São Paulo contou com várias apresentações de artistas brasileiros, como Daniela Mercury e Sepultura, e foi apresentada pelo jornalista Marcelo Tas e a modelo Daniela Cicarelli. EFE mg/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG