Colombiana assegura ter 7 filhos de seu próprio pai

Bogotá, 16 jun (EFE).- Uma mulher de 41 anos disse hoje que seu pai a manteve seqüestrada durante 30 anos na cidade colombiana de Neiva e que, devido aos sucessivos abusos sexuais que sofria, teve sete filhos.

EFE |

A mulher escapou do cativeiro quando seu pai, que morreu há poucos dias de câncer, começou a sofrer com os efeitos da doença.

"Aos oito anos ele abusava de mim, mas foi aos onze que ele me estuprou pela primeira vez. Diante dos meus gritos e choro me ameaçou com uma faca e jurou me matar se comentasse alguma coisa ou não deixasse ele me tocar", disse aos jornalistas.

Edith e seus filhos eram escondidos debaixo de camas quando chegavam visitas. Segundo ela, a mãe, de quem ainda não se sabe o paradeiro, foi cúmplice do fato porque também temia seu pai, quem qualificou de "selvagem".

Além disso, disse que sua mãe oficiou como parteira dos sete filhos, dois dos quais morreram no momento de nascer.

"Foi muito difícil. Além dos estupros e a violência, tinha que cuidar das crianças, pois meus pais me deixavam trancada enquanto elas saíam para engraxar sapatos e vender tintas no centro da cidade", acrescentou.

O homem foi identificado como Hernando Calderón, um sapateiro conhecido em Neiva como "El barbas".

"Deus tirou esse homem de cima de mim", disse a mulher. EFE fer/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG