Colômbia prepara extradição de chefes paramilitares

O governo colombiano ordenou a extradição para os Estados Unidos de 14 chefes paramilitares de ultradireita, detidos após a desmobilização de seus grupos em uma negociação de paz e acusados de tráfico de droga, informaram as rádios de Bogotá.

AFP |

Os paramilitares começaram a ser transferidos durante a madrugada para a base militar de Catam, zona oeste de Bogotá, de onde seriam enviados para os Estados Unidos, segundo a rádio Caracol.

Já a emissora RCN informou que oficiais da agência antidrogas dos Estados Unidos esperam no terminal aéreo a entrega dos detidos.

O governo colombiano mantinha suspensa as ordens de extradiçãos dos líderes das Autodefesas Unidas da Colômbia (AUC) como parte dos benefícios concedidos aos paramilitares pela desmobilização de 31.000 combatentes.

Na semana passada, o governo do presidente Alvaro Uribe extraditou para os Estados Unidos o chefe paramilitar Carlos Mario Jiménez e advertiu que poderia tomar a mesma decisão em relação a outros líderes insurgentes.

hov/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG