Colômbia prende rebelde das Farc acusado de narcotráfico

BOGOTÁ (Reuters) - Um suposto guerrilheiro, acusado de negociar embarques de cocaína das Farc para os Estados Unidos e Europa, foi capturado pela polícia no sudoeste da Colômbia, informou na quinta-feira um oficial. A captura de Leonel Rojas Valderrama, conhecido como Farol, ocorreu na quinta-feira, na cidade de Pitalito, departamento de Huila, sudoeste do país.

Reuters |

Ele é irmão de Nayibe Rojas, conhecida como 'Sonia', capturada pelo Exército em fevereiro de 2004 e extraditada para os Estados Unidos em março de 2005 para enfrentar acusações de narcotráfico.

'Ele havia substituído sua irmã 'Sonia', hoje presa em uma penitenciária norte-americana. Este indivíduo era responsável pela provisão e pelo transporte de grandes quantidades de cocaína das Farc do sudeste do país para áreas pacíficas colombianas', disse o diretor da Polícia Nacional, general Oscar Naranjo.

O oficial revelou que agências federais dos Estados Unidos haviam mostrado interesse por Rojas, e por isso admitiu a possibilidade de que sua extradição seja solicitada nas próximas semanas.

'Os Estados Unidos haviam mostrado muito interesse na captura do indivíduo, agências federais já expressaram seus interesses e é muito provável que chegue uma ordem com fins de extradição', declarou Naranjo em coletiva de imprensa.

As Farc, o grupo guerrilheiro mais antigo do país, diz lutar para impor um sistema socialista na Colômbia, que tem mais de 44 milhões de habitantes.

O grupo que conta atualmente com cerca de 9.000 combatentes, uma força reduzida pela ofensiva militar liderada pelo presidente Alvaro Uribe com o apoio dos Estados Unidos, é acusado de obter milhares de egressos do narcotráfico.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG