Colômbia prende rebelde acusado de matar políticos

BOGOTÁ (Reuters) - A polícia da Colômbia divulgou na terça-feira a prisão do guerrilheiro acusado de matar um ex-governador e um ex-ministro de Defesa durante uma frustrada tentativa de resgate pelo Exército. José Wilder Pino, conhecido como El Pillo, e nove outros guerrilheiros foram presos durante operações nos municípios de Urrao, Frontino e Abriaqui, no Departamento de Antioquia, e no município de Cúcuta, Departamento de Norte de Santander, segundo o general Orlando Páez, diretor de segurança cidadã da Polícia Nacional.

Reuters |

Pino integrava a Frente 34 das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), e foi quem baleou e matou o ex-governador de Antioquia Guillermo Gaviria e o ex-ministro Gilberto Echeverry, em maio de 2003.

"É o responsável pela autoria material do homicídio do senhor ex-ministro de Defesa e do ex-governador do Departamento de Antioquia", disse Páez em entrevista coletiva.

Os dois políticos estavam seqüestrados e faziam parte de um grupo de mais de 40 reféns que as Farc pretendiam trocar por milhares de guerrilheiros presos.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG