BOGOTÁ (Reuters) - A Colômbia informou na terça-feira que planeja repetir no início do ano que vem a eleição de 2006, na qual o presidente Alvaro Uribe conquistou seu segundo mandato, após uma decisão judicial considerar que a votação pode ter sido afetada por corrupção. O governo está esquematizando um referendo para perguntar aos eleitores se eles querem refazer a eleição após a Suprema Corte dizer na semana passada que um deputado foi subornado por funcionários do governo para votar a favor de uma emenda constitucional para permitir a Uribe disputar um segundo mandato.

Em vez de esperar pela revisão constitucional de sua reeleição, o que foi recomendado pela corte, Uribe está pressionando por um referendo para colocar a questão diretamente aos eleitores, entre os quais tem alta popularidade.

A proposta de referendo será apresentada ao Congresso em 20 de julho, de acordo com um comunicado do ministro do Interior, Fabio Valencia. Se for aprovada pelos parlamentares, ela será enviada para voto popular nos primeiros quatro meses de 2009, diz o texto.

(Reportagem de Hugh Bronstein)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.