Um dia antes, presidente equatoriano acompanhou a solenidade de posse de Juan Manuel Santos na Presidência da Colômbia

A nova chanceler colombiana, María Ángela Holguín, disse neste domingo que o Equador "tem todo o compromisso do governo da Colômbia para normalizar as relações" diplomáticas entre os dois países, rompidas desde 2008, depois de se reunir com seu colega equatoriano, Ricardo Patiño, em Bogotá.

Um dia antes,o presidente do Equador, Rafael Correa, acompanhou a solenidade da posse de Juan Manuel Santos na Presidência da Colômbia. Foi a sua primeira visita ao país desde que os vizinhos romperam as relações.

"Muita sorte, irmãos e irmãs colombianos, neste novo período de Governo, contem sempre com nosso total apoio", declarou Correa após descer do avião que o levou de Quito para Bogotá.

A tensão entre os países chegou ao auge, em 2008, após um bombardeio colombiano sobre um acampamento das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em seu país sem o consentimento de seu governo.

O ataque colombiano deixou 26 mortos, entre eles o então número dois da guerrilha, 'Raúl Reyes'. No último ano, os dois países avançaram no restabelecimento dos laços, mas o processo que um juiz equatoriano abriu contra Juan Manuel Santos, que era ministro da Defesa na época do bombardeio, atrapalhou o processo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.