Colômbia mata membro das Farc acusado de assassinar ex-ministro

Bogotá, 22 set (EFE).- O Exército da Colômbia matou oito guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em um bombardeio no departamento (estado) de Antioquia, entre eles o responsável pelo assassinato do governador dessa região e de um ex-ministro, informou hoje o Governo.

EFE |

Em coletiva de imprensa, o ministro da Defesa Juan Manuel Santos informou que a operação aconteceu no domingo e nela morreu Aicardo de Jesús Agudelo Ramírez, conhecido como "El Paisa", líder da frente número 34 das Farc.

O chefe guerrilheiro era acusado de seqüestrar e matar o governador de Antioquia, Guillermo Gaviria; seu assessor de Paz, o ex-ministro da Defesa Gilberto Echeverri, e oito militares que estavam presos em um acampamento rebelde em Urrao, também em Antioquia.

"Em uma operação executada pela Polícia e a Força Aérea, com o apoio do Exército e da Marinha, foi morto este delinqüente que tinha assolado (...) Antioquia durante mais de 10 anos", expressou em referência a "El Paisa".

Segundo ele, ao guerrilheiro eram atribuídos "mais de 400 seqüestros e mais de 500 homicídios", entre eles os de Gaviria e Echeverri.

"Este é um golpe importante, estávamos procurando ele há muito tempo", ressaltou o ministro da Defesa. EFE gta/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG