Colômbia investiga fichas de rebeldes das Farc encontradas em computador

Bogotá, 25 set (EFE).- As autoridades colombianas investigam as histórias de vida de mais de 9.

EFE |

000 guerrilheiros ativos, desertores e executados das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) encontradas em um dispositivo portátil de memória de computador, informaram hoje fontes oficiais.

Uma porta-voz da Procuradoria Geral da Nação afirmou à Agência Efe que os arquivos foram encontrados em fevereiro, após um confronto entre rebeldes e militares no departamento (estado) de Meta (centro), e agora estão em poder desta entidade judicial, que os está investigando.

O confronto envolveu o Exército e rebeldes da frente Policarpa Salavarrieta das Farc em uma localidade de Meta que fica a 200 quilômetros de Bogotá e que durante vários anos esteve quase sempre sob o controle do movimento insurgente.

"A partir destas informações poderiam ser iniciadas várias investigações por rebelião e terrorismo", acrescentou a fonte, ao dizer que a Unidade Antiterrorismo da Promotoria estuda os arquivos encontrados.

Na memória aparecem integrantes do "Bloco Oriental", um dos mais importantes das Farc, com fotos, números de documentos de identidade, estudos, informações de famílias e bens econômicos, entre outros dados.

Também foi encontrada informação sobre mais de mil de guerrilheiros mortos em combate, 113 fuzilados por questões disciplinares e mais de 280 que tentaram abandonar o grupo rebelde.

EFE gta/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG