Colômbia intensifica operações para localizar reféns das Farc

As Forças Armadas da Colômbia intensificaram as operações para localizar os reféns da guerrilha das Farc, e o tema será tratado pelo presidente Alvaro Uribe em Lima, durante a Cúpula da América Latina, Caribe e União Européia, informou o governo nesta quarta-feira.

AFP |

"O ministério da Defesa e as Forças Armadas da Colômbia têm ampliado as operações para a 'localização humanitária' dos sequestrados", assinalou a presidência em um comunicado.

O texto destaca que o tema "será tratado" por Uribe "nas reuniões bilaterais com os diferentes mandatários na cidade de Lima", durante a cúpula euro-latino-americana, que será inaugurada nesta sexta-feira.

Uribe também analisará com seus homólogos "a questão dos facilitadores devidamente autorizados" para tentar a libertação dos reféns.

Segundo Bogotá, a estratégia do governo será localizar o reféns e "chamar os organismos humanitários, nacionais e internacionais, para que entrem na região e obtenham o resgate humanitário".

O anúncio do governo colombiano ocorre quando Venezuela e Equador manifestam sua intenção de buscar contatos com as Farc para obter a entrega dos reféns, entre eles a franco-colombiana Ingrid Betancourt.

As Farc querem trocar Betancourt e outros 38 reféns por cerca de 500 rebeldes presos, mas fazem uma série e exigências.

axm/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG