Colômbia fecha urnas após eleições legislativas deste domingo

As urnas colombianas foram fechadas nesta domingo às 16h locais (18h de Brasília) após um dia de eleições legislativas de relativa tranquilidade, afetada apenas pela explosão de um carro-bomba na qual uma pessoa morreu e pela desativação de um caminhão com explosivos.

EFE |

Os 10.376 postos de votação abriram as portas às 8h locais (11h de Brasília). Quase 30 milhões de colombianos foram convocados às urnas para escolher, entre mais de 2.500 candidatos, os 102 senadores e 166 representantes para a Câmara Baixa do Congresso Nacional, assim como seus cinco representantes no Parlamento Andino.

AFP
O presidente Uribe volta nas eleições legislativas
Além disso, os eleitores que quiseram puderam aproveitar para escolher uma cédula, do Partido Verde ou do Partido Conservador, para designar os candidatos destas legendas à Presidência para as eleições presidenciais de 30 de maio.

Um suposto guerrilheiro das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) morreu neste domingo quando manipulava um carro-bomba em uma área rural do país.

Em paralelo, a Polícia colombiana desativou um caminhão-bomba no departamento (estado) de Arauca, na fronteira com a Venezuela.

Segundo fontes oficiais, os dois veículos seriam utilizados para cometer atentados durante as eleições deste domingo na Colômbia.

O subsecretário de Governo do departamento de Antioquia, Jair Jiménez, confirmou que o primeiro veículo, que tinha sido carregado de explosivos por supostos rebeldes da frente 18 das Farc, explodiu no município de Ituango (noroeste).

Segundo Jiménez, a situação na área onde explodiu o veículo "está controlada" pela Polícia e pelo Exército.

Quase ao mesmo tempo, as forças de segurança encontraram o caminhão-bomba em uma estrada do departamento de Arauca.

De acordo com a versão digital do jornal "El Espectador", que citou fontes policiais, o caminhão carregado de explosivos foi abandonado perto de uma universidade onde há zonas eleitorais.

Ontem, um carro-bomba foi desativado no centro da cidade de Cali (sudoeste).

Além disso, o Exército colombiano localizou hoje sete explosivos em uma estrada no departamento de Nariño (sudoeste).

O Ministério da Defesa destacou mais de 250 mil soldados, entre militares e policiais, para fazer a segurança das eleições deste domingo.

Leia mais sobre: Colômbia

    Leia tudo sobre: colômbia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG