Colômbia extradita para EUA colaboradora das Farc

As autoridades colombianas extraditaram neste sábado para os Estados Unidos uma rebelde acusada de gerenciar uma rede que fornecia armas e mantimentos às guerrilhas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC). Promotores americanos dizem que Nancy Conde Rubio, também conhecida como Doris Adriana, está envolvida no tráfico de drogas para os Estados Unidos.

BBC Brasil |

Além disso, ela teria enviado armas e mantimentos para as Farc na Colômbia. Ela será processada por terrorismo.

Graças a telefonemas de Nancy Rubio interceptados no ano passado, as forças de segurança da Colômbia conseguiram resgatar quinze reféns das Farc, incluindo a política Ingrid Betancourt e três americanos.

Nancy, de 37 anos, era namorada de um rebelde que cuidava dos reféns, que foi capturado e extraditado em julho. Ela havia sido capturada em Cúcuta em fevereiro do ano passado.

Segundo o site colombiano de notícias El Espectador, a rebelde era conhecida como "coordenadora de logística" das Farc e fornecia equipamentos de comunicação, GPS, rádios, computadores e medicamentos aos guerrilheiros.

    Leia tudo sobre: colômbiaeuafarc

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG