Colômbia em alerta vermelho, depois da erupção do vulcão Galeras

Bogotá, 3 jan (EFE).- As autoridades científicas e civis do departamento colombiano de Nariño mantêm hoje o alerta vermelho após a erupção do vulcão Galeras, registrada na noite de sábado e que obrigou à saída de 80 pessoas da área de influência.

EFE |

O Governador do departamento, Antonio Navarro Wolff, explicou aos jornalistas que o alerta será mantido por 12 horas neste domingo e para estabelecer a evolução da cúpula andina, que no último ano registrou dez erupções.

Um comunicado do Comitê Regional para a Prevenção e Atenção de Desastres reportou hoje que foi registrada queda de cinzas nos municípios de Consacá, Zandoná, Ancuya, Linares, Samaniego, Santacruz Guachavez, e A Llanada, na região de influência.

Além disso, recomendou também às pessoas que moram na área de ameaça alta atender a ordem de evacuação dada pelos prefeitos de San Juan de Pasto, Nariño e La Florida e dirigirem-se aos albergues.

Outra orientação pede aos moradores que não circulem pela estrada ao redor do vulcão e tenham a mão máscaras cirúrgicas, lanterna, rádio de pilhas e um bom estoque de água e, sobretudo, mantenham a calma.

A subdiretora Instituto Geológico e de Mineração (Ingeominas), Marta Calvache, disse que a erupção do vulcão Galeras da noite de sábado é uma das maiores pelo tamanho do sinal sísmico registrado.

"Por enquanto é prudente seguir com a advertência que o vulcão está muito instável e pode ocorrer outra erupção, embora no momento o sinal pareça estar se afastando", sustentou a funcionária.

Na região de influência do vulcão vivem 8 mil pessoas e a cidade importante mais próxima é Pasto, de 400 mil habitantes e que nestes dias comemora o carnaval.

Situado na cordilheira andina, o Galeras tem uma altura de 4.276 metros e a última erupção, anterior a de sábado, foi registrada em 2 de novembro quando as autoridades declararam o alerta vermelho. EFE rrm/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG