Colômbia e México reforçam cooperação contra crime organizado

Bogotá, 13 ago (EFE).- Os presidentes da Colômbia, Álvaro Uribe, e do México, Felipe Calderón, decidiram hoje aumentar a cooperação policial para enfrentar o crime organizado que afeta a região.

EFE |

Os líderes concederam uma entrevista coletiva após uma rápida reunião na qual também assinaram um acordo para evitar a tributação dupla e fortalecer o comércio e o investimento, disse Calderón.

"O crime organizado e, em particular, o narcotráfico, afeta toda a região, e a luta contra a delinquência deve ser compartilhada", disse o líder mexicano ao defender uma maior integração entre a América Latina e o Caribe "para fazer frente aos delinquentes".

Calderón disse também que os sucessos alcançados pela Polícia mexicana na luta contra o crime organizado se deve em boa medida à capacitação que recebeu dos policiais da Colômbia, por isso os dois acertaram o aumento desta cooperação, além de integrar grupos antisequestro no México e fortalecer os já existentes.

A agenda de Calderón hoje inclui uma entrevista a membros da Suprema Corte de Justiça (CSJ) da Colômbia, e com representantes do Congresso. EFE fer/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG