Colômbia e EUA discutem fortalecimento de cooperação militar bilateral

Os ministros da Defesa de Colômbia e Estados Unidos, Juan , discutem nesta terça-feira maneiras de ampliar a cooperação militar bilateral além do Plano Colômbia, de combate ao narcotráfico. Manuel Santos e Robert Gates

AFP |

Santos e o chanceler colombiano, Jaime Bermúdez, participarão nesta semana de uma série de encontros com funcionários do governo americano, como a secretária de Estado, Hillary Clinton, e congressistas.

O ministro colombiano avaliou como positivo seu encontro com Gates, com quem conversou sobre o acordo de cooperação militar entre os dois países, mecanismo que "aprofundará e fortalecerá os tratados que já existem" para combater o narcotráfico e reforçar a segurança.

As primeiras discussões para o acordo aconteceram ao longo do mês de fevereiro, e a próxima rodada está prevista para março, quando então deve ser aprovado, segundo o ministro colombiano.

O Plano Colômbia, "que entra em sua fase definitiva" e "teve sucesso em todas as suas frentes", também foi tema das conversas entre Santos e Gates.

"Esperamos que (os americanos) mantenham o nível de ajuda ao Plano Colômbia por pelo menos este ano", indicou o ministro colombiano.

"Seria contraproducente e insólito que, neste momento em que entramos na etapa definitiva", Washington reduza a ajuda, estimou Santos, afirmando, no entanto, ter consciência das dificuldades econômicas enfrentadas pelos EUA neste momento.

Leia mais sobre Colômbia

    Leia tudo sobre: colômbiaeua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG