Colômbia e Equador voltarão a se reunir para tentar reatar relações

Panamá, 29 abr (EFE).- Os vice-chanceleres da Colômbia, Camilo Reyes, e do Equador, José Valencia, se comprometeram hoje no Panamá a se reunir em uma data e local ainda a ser determinados para encontrar uma solução que permita o reatamento das relações diplomáticas, rompidas desde 3 de março.

EFE |

A reunião, que foi a primeira entre altos representantes de ambos os países desde a ruptura das relações, aconteceu no Panamá no marco da missão de bons ofícios encomendada ao secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, segundo um comunicado desse organismo.

Os funcionários "trocaram opiniões sobre a forma de reativar os mecanismos bilaterais e criar novos canais que conduzam à normalização e ao desenvolvimento das relações" entre os dois países, detalhou o comunicado.

O representante de Insulza, o boliviano Víctor Rico, informou que a reunião aconteceu "em um ambiente de grande cordialidade e em um marco positivo e construtivo".

As conversas estiveram voltadas "à consideração de medidas de confiança que permitam melhorar a cooperação, conseguir uma melhor avaliação dos entendimentos que se acordem e aumentar a segurança no contexto da relação bilateral", destacou Rico.

Também participaram da reunião o representante da OEA no escritório regional do Panamá, o uruguaio Raúl Lago, assim como as embaixatrizes da Colômbia, Gina Benedetti, e do Equador, Elsa Beatriz Villacis Roca.

O Equador considerou uma agressão ao país a incursão militar colombiana realizada em 1º de março e sem o conhecimento do Governo de Quito com a intenção de atacar um acampamento da guerrilha das rebeldes Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). EFE fa/iw/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG