Bogotá, 27 jul (EFE).- A Colômbia e o Equador buscam fórmulas para tentarem restabelecer as relações que estão avançando, afirmou o chanceler colombiano, Jaime Bermúdez, que pediu paciência e prudência na solução da crise.

Em entrevista publicada hoje no jornal "El Tiempo" de Bogotá, o ministro de Exteriores reiterou que a Colômbia tem "toda a disposição de normalizar as relações e explora fórmulas para que isto seja possível".

"Quero ser muito prudente ao mencionar detalhes concretos, mas quero dizer que neste aspecto avançamos e buscamos fórmulas", disse Bermúdez.

O chanceler colombiano evitou fazer comentários sobre as repetidas expressões do presidente equatoriano, Rafael Correa, contra o Governo da Colômbia.

"É preciso ter paciência e prudência, pois estas coisas não se resolvem de um segundo para outro e deve-se ter cuidado para que as coisas que sejam ditas e feitas permitam avançar", acrescentou.

As relações entre Colômbia e Equador estão abaladas desde o dia 3 de março, dois dias após uma operação militar colombiana contra um acampamento das Farc em território equatoriano que resultou na morte de 26 pessoas, entre elas o número dois das Farc, "Raúl Reyes".

Ao ser perguntado sobre qual acharia que seria a reação da Colômbia caso o bombardeio tivesse sido de parte dos equatorianos em território colombiano, o chanceler afirmou: "certamente teríamos rejeitado o fato".

"Porém, se tivessem nos apresentado desculpas teríamos entendido as razões e possibilitado o reatamento das relações, como esperamos que faça agora o Equador", acrescentou Bermúdez em outra entrevista publicada pelo matutino da cidade de Cali, "El País". EFE fer/ab/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.