Colômbia e Equador desarticulam rede de lavagem de dinheiro

Bogotá, 7 fev (EFE).- As polícias da Colômbia e Equador, com a cooperação do Departamento Americano Antidrogas (DEA), desarticularam hoje uma rede internacional de lavagem de dinheiro que operava nos dois países, anunciaram fontes policiais em Bogotá.

EFE |

No Equador foram detidas sete pessoas e na Colômbia outras cinco, integrantes da rede que nos últimos três anos conseguiu lavar cerca de US$ 50 milhões, segundo as fontes.

A investigação contra a rede, que começou em 2005, descobriu "anormalidades em várias empresas importadoras de café, pertencentes a um mesmo dono".

Segundo as fontes, estas companhias "mantinham altos níveis econômicos e com características administrativas e gerenciais especiais", já que não só importavam café, enlatados e grãos do Equador, mas também do sul do Vietnã e do Peru.

A organização tinha constituído na Colômbia cinco empresas localizadas estrategicamente nos povoados de Ipiales, fronteiriço com o Equador, e Cali, cidade que utilizava como centro de suas atividades de importação.

As autoridades identificaram Gabriel Arnoldo Godoy Báez como o "cérebro e principal acionista" da organização, e nos registros aparece como proprietário de várias dessas empresas. EFE rrm/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG