Colômbia diz que armas adquiridas pela Venezuela estão com Farc

Bogotá, 27 jul (EFE).- O vice-presidente colombiano, Francisco Santos, afirmou hoje que várias armas que um país europeu vendeu à Venezuela apareceram nas mãos das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

EFE |

"Isso não é algo novo, e acho que requer muito mais cuidado e uma vigilância extrema", disse Santos à "Caracol Radio".

Estas declarações ocorrem depois que o presidente colombiano, Álvaro Uribe, denunciou no domingo que as Farc compraram lança-foguetes de longo alcance, e culpou por isso os países vendedores de armas, mas não citou nenhum.

"Infelizmente, as Farc estão tendo a capacidade de adquirir equipamentos de uma maneira muito simples e através de mecanismos que são proibidos por toda a legislação internacional", acrescentou hoje o vice-presidente.

Em resposta às acusações, o ministro do Interior venezuelano, Tarek el-Aissami, disse hoje que a apreensão com as Farc de armas suecas supostamente vendidas ao Exército da Venezuela faz parte de um "novo show midiático".

"Não nos estranharia que novamente a fonte fosse o supercomputador de 'Raúl Reyes' (chefe guerrilheiro morto em um ataque do Exército colombiano no ano passado), no qual apareça um arquivo com uma configuração estranha", disse o ministro.

Aissami se referiu ao assunto em entrevista coletiva em Puerto Cabello, no estado de Carabobo.

"Associo com esses temas de ficção, de Super-homem, de 'super-marihuana' e supercomputador (...). Parece um filme barato do Governo americano e, infelizmente, dos 'pitiyanquis' da região", ironizou Aissami, diante das perguntas dos jornalistas.

Segundo informações de hoje da emissora de rádio sueca "Sveriges Radio", o Governo da Suécia está investigando, junto com o Executivo colombiano, a posse pelas Farc de armas produzidas no país europeu.

"A Suécia está trabalhando em conjunto com a Colômbia para investigar o caso", afirmou o ministro do Comércio sueco, Jens Ericsson.

O Exército colombiano apreendeu recentemente uma série de lança-foguetes produzidos na Suécia em um dos acampamentos da guerrilha, publicou a revista britânica especializada em defesa "Jane's".

A revista colombiana "Semana" também revela, em seu mais recente número, que, em duas operações, em julho e outubro de 2008, o Exército encontrou vários lança-foguetes de origem sueca em acampamentos das Farc.

No início deste mês, o jornal colombiano "El Tiempo" publicou um artigo, citando altas fontes do Executivo, no qual destacava que o Governo está analisando "informação confiável", que indica que as Farc concretizaram um negócio para adquirir mísseis russos através de contatos localizados na Venezuela. EFE apa-mb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG