nenhuma opção em relação a Chávez e Correa - Mundo - iG" /

Colômbia diz não descartar nenhuma opção em relação a Chávez e Correa

Bogotá, 3 ago (EFE).- A Colômbia não descarta nenhuma opção em relação aos presidentes da Venezuela, Hugo Chávez, e do Equador, Rafael Correa, devido aos supostos vínculos de ambos com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), disse hoje o ministro das Relações Exteriores colombiano, Jaime Bermúdez.

EFE |

"Todas as opções estão na mesa", afirmou Bermúdez durante uma entrevista coletiva ao falar sobre a possibilidade de o Executivo do presidente colombiano, Álvaro Uribe, processar Chávez e Correa em algum tribunal internacional.

Segundo a edição de hoje do jornal espanhol "El País", "o Governo da Colômbia analisa a possibilidade de processar Chávez e Correa nos tribunais internacionais por seu apoio a uma narcoguerrilha considerada terrorista pela União Europeia e pelos Estados Unidos".

A publicação alude ao crescente distanciamento da Venezuela e do Equador em relação à Colômbia. Em ambos os casos, as Farc servem de pano de fundo para os conflitos diplomáticos.

A crise atual foi motivada pela descoberta em um acampamento da Farc de vários lança-foguetes comprados pela Venezuela da Suécia, além de um vídeo no qual o chefe guerrilheiro "Mono Jojoy" afirma que o grupo contribuiu para a campanha eleitoral de Correa em 2006.

Chávez decidiu "congelar" suas relações com o Executivo de Uribe, enquanto Correa advertiu que responderá com armas a um possível bombardeio colombiano contra seu país como o de março de 2008, em ação que matou, entre outros, o porta-voz internacional e segundo na linha de comando das Farc, "Raúl Reyes".

O bombardeio também provocou o rompimento das relações entre Colômbia e Equador. EFE jgh/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG