Colômbia destrói refinarias de petróleo roubado das Farc

Bogotá, 27 abr (EFE).- A Polícia e o Exército da Colômbia encontraram e destruíram duas refinarias das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) que utilizavam petróleo roubado de um oleoduto na fronteira com o Equador.

EFE |

A refinaria clandestina ficava em Palpais, área rural da cidade de Ricaurte, no departamento (estado) de Nariño, no sudoeste da Colômbia cerca de 700 quilômetros ao sudoeste de Bogotá.

A Polícia atribuiu à "coluna marechal Antonio José de Sucre da frente 29" das Farc as refinarias, que tinham capacidade para produzir 40 litros de combustível por hora.

A operação prendeu dois homens e se confiscaram mais de 7 mil litros de gasolina destilada e 11 vasilhas metálicas, cada uma com capacidade para armazenar cerca de 170 litros de petróleo.

O petróleo era roubado do oleoduto Trasandino, que o transporta hidrocarbonetos das jazidas de Orito, nas florestas do departamento de Putumayo até o porto de Tumaco, no oceano Pacífico, com um percurso de 310 quilômetros. EFE rrm/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG